Professor Manoel Girão: uma trajetória que toca a todos

Por: Prof. Marair Sartori

Professor Manoel Girão nos deixou no dia 30/10/2021, depois de uma longa batalha contra a COVID 19. Por ironia do destino, um grande ginecologista partiu no Dia do Ginecologista.

Professor Manoel Girão fez toda sua carreira na Escola Paulista de Medicina: graduação, residência médica em Ginecologia e Obstetrícia, mestrado, doutorado e livre-docência.

Alcançou o título de Professor Titular em 2006 e comandou brilhantemente o Departamento de Ginecologia da EPM, tornando-o um dos mais respeitados dentro e fora do Brasil.

Como médico ginecologista, conhecemos toda sua capacidade técnica e humana, comprovada pelo imenso número de pacientes que o tinham não apenas como médico, mas como amigo e conselheiro. Dentre essas mulheres, destacam-se muitas funcionárias e muitas médicas ou parentes de médicos da EPM. E médicos que são respeitados e escolhidos por outros médicos são sempre os melhores!!

Sua produção acadêmica é impressionante, com mais de 300 artigos publicados, incluindo periódicos de grande impacto. Recebeu vários prêmios em eventos e homenagens de alunos do Curso Médico.

Orientou centenas de alunos de pós-graduação em sua carreira. Eu tenho orgulho de que a sua primeira co-orientação de mestrado em 1993 foi a minha. E sua primeira orientação de doutorado também foi a minha, em 1998!

Como se não bastasse tudo isso, participou ativamente de atividades de gestão dentro da Universidade.

Foi Chefe de Gabinete do Reitor da UNIFESP, Professor Walter Albertoni, quando atuou de forma exemplar nos rumos universitários. Em seguida, foi eleito Diretor da Escola Paulista de Medicina, cargo que vinha exercendo brilhantemente.

Durante sua breve gestão, destaca-se sua imensa capacidade de retomar a união e a vontade de crescer da comunidade Epemista, tão abalada por seguidos golpes impostos por crises econômicas e políticas. Com a liderança do Professor Manoel, retomamos o orgulho da nossa Escola, o que motivou diversas iniciativas de extensão, comunitárias e políticas universitárias.

Durante a pandemia, a diretoria da EPM não fechou as portas nenhum dia: pelo contrário, Prof. Manoel e sua equipe estiveram presentes fisicamente todos os dias, lutando pela Escola e pelo Hospital São Paulo.

Junto com a querida Sineida, sua esposa, organizou campanhas de arrecadação de insumos e de verbas, que supriram o hospital e a Escola nos momentos mais críticos da pandemia.

Foi fundamental na criação do Voluntariado EPM, composto por alunos e professores dedicados a diversas ações de solidariedade, que também se iniciou na pandemia.

O voluntariado organizou campanhas, não apenas de arrecadação, mas também nas comunidades ao nosso redor, com orientações de saúde e distribuição de alimentos e máscaras, o que reduziu a mortalidade por COVID nesses locais. O Voluntariado EPM é um maravilhoso legado dessa pandemia e do professor Manoel.

O Fórum das Comunidades da Vila Clementino também teve início nessa época, criando um canal direto entre a diretoria da EPM e as pessoas que são nossas vizinhas, um ganho enorme para todos, abrindo os portões da Universidade para a população.

Outro projeto importantíssimo apoiado pelo Professor Manoel foi o SEMEAR. Trata-se de inciativa de apoio financeiro, pessoal e profissional para nossos alunos em vulnerabilidade, apoiado por diversos professores tutores. Tal projeto vem permitindo que esses alunos consigam se manter nos seus cursos, para que se formem e possam mudar suas vidas. Um exemplo de solidariedade que fica.

Há exatamente 1 ano, no dia 10/11/20, estávamos juntos aqui no Leitão da Cunha comemorando meu título de Professor Titular do Departamento de Ginecologia. E hoje, estou aqui agradecendo a ele por tudo.

O legado do nosso querido amigo, professor, médico, benemérito Manoel Girão permanece. Cabe a nós, continuar e aumentar tais iniciativas.

Manoel, você faz muita falta aqui! Mas seguiremos em frente e horaremos seu legado!

Prof. Marair Sartori
Professora Titular e Chefe do Departamento de Ginecologia da Escola Paulista de Medicina